Trabalhar perto de casa permite a jovem almoçar com família e ter mais tempo para lazer

Data: 02/03/2016 - Categorias:

Por Lucas Veloso

“De onde eu moro até o serviço, levo em torno de seis minutos andando”, afirma o analista de crédito Renan Santos, 22, morador de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo.

Renan Santos durante seu horário de almoço, em casa, a cinco minutos do trabalho (crédito: Lucas Veloso)
Renan Santos durante seu horário de almoço, em casa, a cinco minutos do trabalho (crédito: Lucas Veloso)

A rotina do jovem começa cedinho. Às seis horas, já está de pé. Logo apronta o café e segue rumo ao trabalho. O horário de entrada na firma é pontual: sete horas. Às 13h, é a hora do almoço. Ao contrário da maioria dos funcionários, que almoça em restaurantes próximos ou levam marmita ao trabalho, Santos come em casa. Uma hora depois, está de volta ao batente, de onde sai às 17h.

“Tenho opção de almoçar em casa todos os dias. Além disso, evito o transporte público precário da cidade e consigo conviver mais com meus familiares”, ressalta Santos, que dessa forma, garante ter melhorado a qualidade de vida.

A realidade do estudante exemplifica o que resultado de uma pesquisa realizada em 2014 pelo portal Emprego Ligado.

De acordo com o estudo, as pessoas que trabalham perto de suas residências ganham até 20 dias livres durante todo o ano. Alguns dos principais motivos são a possibilidade de não utilizar transporte público e enfrentar grandes congestionamentos da cidade.

Antes da vantagem de ir a pé ao trabalho, Santos gastava uma hora e meia para chegar à empresa. “Na época na qual eu usava transporte público para trabalhar, vivia estressado e irritado”.

Após mudanças internas na empresa, depois de alguns meses a unidade mudou de endereço. Para alívio do jovem, agora para seu bairro. “O diretor resolveu mudar o prédio para a rua de trás da minha casa, o que me fez amar mais ainda meu emprego”.

Com mais tempo dedicado à família e sem o estresse diário do trânsito, Santos também passou a frequentar a academia e ter mais tempo para lazer. A facilidade em morar perto da firma chamou a atenção dos colegas de trabalho.

“Eles dizem que tenho a vida boa por poder almoçar em casa, além de sair e chegar em cinco minutos, enquanto eles pegam trânsito e só chegam depois de horas. Quando o escritório mudou pra rua de trás de casa, todo mundo disse que queria morar comigo”, brinca.